A NEURÓBICA E O SEU CÉREBRO

Por Luiz Eduardo Gasparetto

Quer melhorar suas sinapses (conexões entre os neurônios) melhorando com isso o desempenho de seu cérebro?

Então conheça a neuróbica, uma ferramenta que poderá ajudá-lo nessa empreitada.

Até 1998 considerava-se que novas células cerebrais (os neurônios) não seriam geradas nos adultos. Estando formado o cérebro, o que acontece em torno dos 20 anos do indivíduo, daí para frente é apenas perder neurônios.
Mas cientistas americanos e suecos que realizaram diversos testes e estudos acabaram refutando essa teoria. Concluíram que novos neurônios podem sim nascer e se desenvolver em nosso cérebro em qualquer tempo.
Também descobriram que o declínio mental das pessoas com a idade não advém da morte das células nervosas, mas principalmente da redução do número e da conexão dos dendritos (prolongamentos dos neurônios, como se fossem anteninhas por onde chegam as informações) que são os responsáveis por realizar as sinapses.

Uma das ferramentas criadas para nos ajudar a desenvolver as sinapses através da ativação de mais ligações entre os dendritos chama-se Neuróbica (aeróbica do cérebro). Seu criador foi o dr. Lawrence Katz, com livro sobre o assunto traduzido para o português e a venda nas livrarias.

A Neuróbica se baseia nas conclusões de pesquisas mais recentes realizadas pelo dr. Katz nas quais foi comprovado que neurônicos velhos podem desenvolver dendritos para compensar as perdas com a idade, melhorando assim o desempenho cerebral. Para isso, segundo o dr. Katz, é necessário utilizar de forma plena os 5 sentidos através de atividades não rotineiras.

Por exemplo, ao ser apresentado para alguém normalmente guardamos na memória parte de sua aparência física e talvez o nome. Se não encontrá-la novamente em breve, poderá ter esquecido tudo isso.

Mas, se você utilizar seus outros sentidos além da visão para conhecê-lo, como o cheiro, timbre da voz, gestos, sensação da mão, etc, você estará fazendo neuróbica, associando uma série de informações sensoriais. Se você se esquecer do nome terá ainda várias outras informações para se lembrar daquela pessoa. Combata a rotina

A rotina acontece quando utilizamos sempre os mesmos circuitos cerebrais não ativando novos circuitos, os quais vão se perdendo com o envelhecimento (caso não sejam realizados exercícios cerebrais).

Dentre os 5 sentidos o olfato é o mais importante em relação á ativação da memória, pois se relaciona diretamente com o hipocampo (centro da formação da memória e mapas mentais) e com o sistema límbico: processamento de emoções. Assim, o aroma de pão fresco, café ou de uma flor nos desperta emoções que estimulam a memória para diversos acontecimentos de nossa vida.

O fato de uma situação envolver emoções a leva a ser arquivada com maior probabilidade na memória de longo prazo, fato utilizado pela Neuróbica. Mas, como fazer os exercícios no dia-a-dia?

Exercícios para seu cérebro

Aí vão alguns exercícios cerebrais propostos pelo Dr. Katz em seu livro. Escolha 1 ou 2 e os faça ao começar ao terminar do dia, não repetindo-os por muito tempo para que não se tornem rotineiros:

1. Ao acordar, cheire uma essência de aroma diferente por 1 semana: eucalipto, limão, alecrim, baunilha, etc. Feche o frasco e o abra novamente depois de tomar o banho e se vestir.

2. Tome banho de chuveiro com os olhos fechados e todas as precauções para não cair ou se machucar. Tome consciência da textura e temperatura da água, sabão, de sua pele, etc.

3. Escove os dentes com a outra mão. Se a sua mão dominante for a direita, escove os dentes com a esquerda e vice-versa.

4. Troque de mão também ao pentear o cabelo, fazer a barba, abotoar as roupas, comer, usar o controle remoto.

5. Mude suas atividades de rotina: vista-se depois do café, ligue a TV num programa que nunca viu; leve o cachorro para passear por um novo caminho.

6. Quando for tomar banho, use uma série de estímulos sensoriais: óleos aromáticos para o banho, sabonetes perfumados, esponjas, escovas, toalhas macias, creme hidratante.

7. Leia textos em voz alta para seu parceiro;

8. Faça percursos diferentes para ri ao trabalho ou faculdade;

9 Estude uma língua ou aprenda a tocar um instrumento ou faça um curso de um assunto pelo qual nunca se interessou.

Categories: Qualidade de Vida, todas

Leave a Reply


*