A resposta é simples e direta: NÃO!

Não é possível uma pessoa motivar outra pessoa, simplesmente porque a motivação é algo que está dentro de cada um. O máximo que se pode fazer é dar condições para que uma pessoa realize sua motivação e só.

Veja como funciona a motivação.

A pessoa tem uma necessidade insatisfeita. Essa necessidade, a medida que vai ficando mais intensa, vai criando uma tensão que, em certo momento, se torna insuportável e que precisa ser satisfeita. Nesse momento a pessoa vai realizar alguma coisa para satisfazer essa necessidade. Ele faz e a necessidade satisfeita não faz mais pressão. Mas logo uma nova necessidade surge, começa a pressionar e o ciclo se repete.

Então a pergunta: o que motivou a ação da pessoa? A pressão que surgiu por causa de uma necessidade insatisfeita. Então, uma necessidade insatisfeita é que motiva a ação. MOTIVA a AÇÃO.

Se não podemos criar uma necessidade dentro da pessoa não podemos criar motivação. O que se pode fazer é dar condições para que a pessoa satisfaça essa necessidade.

Um exemplo: a necessidade insatisfeita do colaborador é crescer na empresa, atingir postos de liderança. Se o gestor, ao perceber isso, der ao colaborador a possibilidade de fazer cursos, estágios, substitui-lo nas férias, para que ele vá se preparando para uma função de chefia, ao mesmo tempo em que atrela essas ações ao atingimento pelo colaborador de algumas metas, ele está dando ao colaborador a possibilidade de realizar sua necessidade insatisfeita de crescimento profissional, ao mesmo tempo em que ele atinge determinados objetivos de interesse da empresa.

O gestor o motivou? Não. Apenas o estimulou a realizar sua motivação. É o máximo que um gestor pode fazer.

Portanto, se na sua empresa alguém solicitar que você faça alguma coisa para motivar sua equipe de trabalho, diga que isso é impossível e explique por que isso não é possível. Diga que o máximo que você pode fazer é dar aos seus colaboradores o estímulo para que eles satisfaçam suas necessidades.

Categories: Atendimento, todas

Leave a Reply


*