Entrevista com Estagiário

Por Luiz Eduardo Gasparetto

“Neste vídeo dois artistas interpretam uma cena de uma entrevista com um estagiário. Será que os colaboradores nas empresas estão se comportando como o entrevistado diz que se comporta? Assista ao vídeo e veja se você consegue identificar o comportamento do estagiário com o de algum colega seu.”

Categories: Carreira, Gestão

4 Responses so far.

  1. admin disse:

    Olá Professor Gasparetto!!!

    Gostei muito desse vídeo, ele fala exatamento o perfil da “geração y”. O quanto o profissinal jovem de hoje não se compromete com a empresa e nem com o desenvolvimento do seu futuro.
    Uma situação que eu já abordei em relação a um funcionário que pedia aumento de salário era “O que você faz para que isso aconteça?”. As vezes fazer esse profissional olhar para dentro de suas atitudes se tornando uma relação de reflexão e amadurecimento.
    Qual é a sua visão sobre essa geração?

    Parabens pelo Blog e pela sabedoria.
    Atenciosamente
    Antonio Savino

    • Gasparetto disse:

      Prezado Antonio.

      A chamada Geração Y é caracterizada pelos especialistas como sendo formada por jovens que são impacientes, ambiciosos, não muito tolerantes com a possibilidade de passar muito tempo (na opinião deles) na mesma função e no mesmo emprego e um pouco rebeldes em relação à hierarquia formal existente nas organizações.

      A impressão é que essas características são exclusividade dessa geração e que nas gerações anteriores (as chamadas gerações X e V) isso não acontecia.

      Acredito que essas insatisfações aconteciam sim, mas naquela época havia menos oportunidades para os jovens tomarem atitudes mais radicais como sair do emprego para procurar outra colocação e eles se conformavam em ficar aonde estavam. Hoje as vagas nas empresas aparecem em muito maior número e dão aos jovens a oportunidade de buscar novas oportunidades.

      Também não é verdade que essa “rebeldia” seja uma característica de todos os jovens dessa geração Y. Conheço jovens que pretendem fazer carreira em uma empresa, crescer e se aperfeiçoar na organização onde estão, respeitam a hierarquia formal e nem por isso se sentem insatisfeitos.

      Com respeito ao vídeo da entrevista, esse comportamento apresentado sempre existiu, nesta e nas gerações anteriores. Só que antigamente a coisa era menos divertida e o tempo mais difícil de “matar” porque não existia internet, e-mail, facebook etc. Então, era muito mais trabalhoso criar maneiras de fazer o tempo passar.

      Obrigado pelos elogios e um abraço.

      Gasparetto

  2. Murilo disse:

    Oi professor, legal que curtiu o vídeo.

    Eu que criei e escrevi o roteiro, além de interpretar o estagiário.

    abs

  3. Gasparetto disse:

    Murilo, parabens.
    Gostei muito mesmo, você conseguiu salientar alguns aspectos importantes que têm preocupado os gestgores nas empresas.
    Roteiro bom e interpretação boa.
    Obrigado pela colaboração e um abraço.
    Prof. Gasparetto

Leave a Reply


*