Faça Network e Deslanche na Carreira

Por Luiz Eduardo Gasparetto

Princípio básico para qualquer pessoa: quanto mais e melhor ela se relacionar com as pessoas mais portas se abrirão e mais chances de fazer uma carreira profissional ou um bom negócio aparecerão.

 Network, ou rede de contatos, é um grupo de pessoas que trocam informações e se ajudam mutuamente na indicação para um novo emprego ou para a realização de um negócio. Seu objetivo é estritamente profissional, não se confundindo, portanto, com uma rede social de amigos ou de pessoas que compartilham os mesmos costumes ou gostos.

Ela amplia o número de conhecimentos profissionais do participante dessa rede, o torna mais conhecido nos círculos profissionais que o interessam e permite que ele obtenha mais informações e o desenvolvimento de sua carreira.

Como muitas outras expressões, network foi “roubada” da língua inglesa e significa algo como “trabalho em rede”, aqui adaptada para “rede de relacionamento”.

As pessoas que fazem parte dessa rede se ajudam mutuamente a abrir algumas portas que, normalmente, seriam difíceis de serem abertas, visando a realização de negócios ou a conquista de uma nova posição de trabalho.

Mas, para que essa rede de relacionamentos atue para ajudá-lo é preciso que você tenha muita paciência para formá-la e muita dedicação e persistência para mantê-la.

Quantos profissionais nós conhecemos que, mesmo com menos capacidades e habilidades conseguem muitas vezes uma colocação ambicionada por muitos? E quantos, por mais capacidade que tenham, não conseguem desenvolver uma carreira profissional mais atraente? E por que isso?

A resposta pode estar no desenvolvimento de uma boa network pelo primeiro e a falta de bons relacionamentos pelo segundo. E a importância disso fica mais clara quando sabemos que 60% das boas vagas de trabalho do mercado não são anunciadas, mas preenchidas através de candidatos indicados por alguém.

Network não deve ser confundida com o famoso e pejorativo Quem Indicou (Q.I.). Este identifica a pessoa que, mesmo sem capacidade, acaba ocupando uma função apenas por apadrinhamento de alguém. A rede de network não usa o Q.I. para colocar alguém numa função. Ela apenas indica onde existe uma boa oportunidade de trabalho, carreira ou negócio, mas se o indicado não tiver um bom “produto” para oferecer de nada adiantará a indicação.

Mas por causa da imagem negativa do “Q.I.” muitas pessoas ainda resistem à montagem de uma network. Outras ainda dizem que não conseguem se aproximar de outras pessoas apenas por interesses pessoais.

Esta é uma visão errada: pessoas que pensam assim têm uma visão distorcida do que é network acreditando ser um “toma lá da cá”, uma troca de favores, o que não é verdade.

E como começar uma network?

É melhor começar por onde você já conhece diversas pessoas e já é conhecido, como, por exemplo, o pessoal da escola aonde você estuda ou estudou, onde você trabalha, no seu círculo de amigos e de amizades profissionais que você já tem, na igreja que você frequenta.

Procure sempre participar das reuniões festivas e encontros realizados na sua empresa ou por seus ex colegas de escola, não fique de fora, essa é uma boa oportunidade de refazer ou estreitar contatos.

Dentro da empresa procure conhecer o pessoal de outras áreas, na hora do almoço procure sentar com pessoas diferentes que trabalham em outras áreas e conheça-as. Não almoce sempre com as mesmas pessoas.

Nesse momento você poderá levantar muitas informações interessantes sobre a empresa, os negócios, novos clientes e outras informações e, alem disso, se tornará conhecido do pessoal. Fale também do seu trabalho e forneça informações, porque network é uma via de mão dupla: você recebe, mas também precisa oferecer alguma coisa.

Uma fonte importante de conhecimento de pessoas que atuam na mesma área que você é participando de congressos, seminários e feiras setoriais. Lá você estará em contato com pessoas que também atuam na suja área. Você colherá informações, oferecerá outras, se apresentará e se tornará conhecido por muita gente. Faça parte de um clube, de associações de classe, participe das reuniões de confraternização.

Faça palestras, apresentações, mesmo que gratuitas, escreva artigos para revistas especializadas, escreva um livro.. Esta é uma boa maneira de se tornar mais conhecido e aumentar os membros de sua network.

Agora uma coisa importante: não esqueça de levar em todos esses lugares um bom estoque de cartões de visita, para distribuí-los a seus novos conhecidos. E ao receber o cartão de visita deles anote a data do encontro, o local e porque ele é interessante para você. Se não fizer isso dentro de pouco tempo estará com uma coleção inútil de cartões, pois nem se lembrará porque os recebeu.

Não esqueça que para formar uma network é preciso tempo e paciência. Ela não se forma de um dia para outro.

Agora: tão importante quanto formar uma rede de contatos é mantê-la. Para isso tenho as seguintes sugestões:

Promova sempre encontro seu com os membros de sua rede, para ser lembrado. Faça isso sempre que não precisa de uma indicação ou favor, porque senão você será considerado um interesseiro se só os procurar em caso de necessidade sua.

Como manter contato é sempre importante, não deixe de responder telefonemas e e-mails, imaginando que as pessoas o estão procurando apenas para solicitar um favor.

Manter a sua rede de contatos atualizada sobre você é fundamental, por isso sempre comunique novo e-mail, novos telefone e endereço, um novo emprego. Permita que as pessoas de sua rede o encontro com facilidade.

Um momento interessante para ser lembrado é por ocasião de datas festivas como aniversario, Natal etc. Mande cartões, e-mails ou telefone. E mande também, independente da ocasião, e-mails com assuntos que você sabe serão de interesse das pessoas.

Perceba que você está fazendo tudo isso sem um interesse imediato, mas com certeza, quando lhe interessar, a possibilidade de você ser elmbrado ou ajudado será muito maior.

Sua network é um caminho para novas oportunidades de negócios e de trabalho. Por isso faça muita networking.

Categories: Carreira, Planejamento

Leave a Reply


*