NÃO NEGOCIE SALÁRIO, NEGOCIE REMUNERAÇÃO

Luiz Eduardo Gasparetto

Muitos candidatos, frente a pergunta “qual sua pretensão salarial“, se preocupam apenas com o valor do salário, mas se esquecem que é importante negociar também a remuneração. Salário é apenas uma parte da remuneração, que inclui também os benefícios e outras vantagens oferecidas pela empresa.

Não se pode esquecer que os benefícios oferecidos pela empresa também têm um valor, e que isso deve ser avaliado na hora da aceitação ou não de uma proposta. Se o candidato se preocupar apenas com o valor do salário deixará de analisar um fator importante: os benefícios oferecidos pela empresa.

Imagine que um candidato tem duas ofertas de trabalho: uma com o salário de
R$ 1.200,00 e outra com o salário de R$ 1.000,00. Se ele se preocupar apenas com o valor do salário naturalmente aceitará a primeira proposta. Mas com isso poderá estar perdendo dinheiro.

Por quê? A segunda empresa, com salário nominal (aquele que consta na carteira profissional) menor, poderá ter mais benefícios e no final sai remuneração será maior do que a outra.

Veja alguns dos benefícios mais comuns nas empresas e seus valores aproximados para uma pessoa:

Assistência médica paga pela empresa = R$ 200,00

Cesta básica = R$ 70,00

Creche = R$ 300,00

Assistência Odontológica = R$ 100,00

Pagamento de parte da mensalidade escolar (mínimo 50% do valor)

Seguro de Vida (50% do valor do prêmio mensal).

O candidato, antes de aceitar uma proposta deve verificar quais são os benefícios oferecidos pela empresa e valorá-los, somar o resultado ao salário base oferecido e verificar se a proposta é realmente interessante.

Por isso não negocie somente salário, negocie a remuneração.

 

Categories: Carreira, todas

Leave a Reply


*