O BALANÇO SOCIAL – SUA EMPRESA AINDA FARÁ UM

Por Luiz Eduardo Gasparetto

Todas as pessoas jurídicas e físicas que têm interesse e mantém de alguma maneira contatos com determinada empresa são chamadas de stakeholders. Portanto, é interesse da empresa manter esses stakeholders devidamente informados das ações realizadas por ela referentes a sua responsabilidade social, o que ajuda na manutenção de uma boa imagem. A ferramenta utilizada para essa comunicação é chamada de Balanço Social, isto é, um resumo de tudo o que a empresa fez no campo social.

Esse documento, que não é uma exigência legal, permite que os stakeholders identifiquem a atuação social da organização durante um determinado período de tempo (normalmente 1 ano), permitindo que estes avaliem a atuação da organização no que diz respeito à ações de responsabilidade social que geraram valor para os stakeholders e para a sociedade.

De maneira geral, as informações que compõem esse balanço social dizem respeito a:

1. Colaboradores – quanto a empresa pagou de salários, quais os treinamentos realizados e os investimentos feitos, gastos com assistência medica, benefícios e outros;

2. Preocupação com o meio ambiente – quantas e quais foram as pesquisas patrocinadas pela empresa referentes análise da poluição do ambiente, qualidade de vida de stakeholders e da sociedade etc;

3. Contribuições à sociedade através do recolhimento de impostos – destacando valores de impostos arrecadados contribuindo de certa maneira para a distribuição da riqueza e melhoria da comunidade;

4. Empresa e sociedade – ações sociais diversas, contribuição para a educação das pessoas, filantropia e outras.

Balanço Social no Brasil

Os primeiros debates sobre o assunto começaram em 1977, por iniciativa do sociólogo Herbert de Souza (Betinho), mas algumas empresas começaram a divulgar ações sociais realizadas junto à comunidade, meio ambiente e funcionários somente na década de 90 e ainda de maneira modesta.

Normalmente as informações se concentravam em atividades internas da empresa junto aos seus empregados, como remuneração, condições de trabalho, segurança entre outros. Era um Balanço Social mais interno. Não era, como ainda não o é hoje, obrigatória a sua publicação, mas compreendendo a importância dessa comunicação já temos hoje no Brasil mais de 300 empresas que, regularmente, apresentam seus Balanços Sociais.

Muitas são criticadas pelo fato do Balanço Social parecer mais uma atividade de Marketing Social do que, propriamente, uma atividade que vise mais a divulgação das ações sociais, mas de qualquer maneira os balanços dessas empresas estão sendo publicados, lidos e avaliados pelo mercado.

Existem no senado e na câmara federal diversos projetos de lei sendo discutidos, que tornam obrigatória a publicação de balanços sociais pelas empresas com mais de 100 funcionários.

Categories: Gestão, todas

Leave a Reply


*