Pesquisas informais realizadas nas empresas mostram que falar em público é um dos maiores medos do ser humano, quase no mesmo nível que o medo de morrer, de ficar doente ou de insetos.

Isso pode ser prejudicial no ambiente empresarial, porque dentro da empresa os profissionais são constantemente requisitados para fazerem apresentações para a diretoria, para clientes, fornecedores e público em geral, tanto interna quanto externamente.
Falar em público é uma técnica que pode ser aprendida como qualquer outra. Aprendemos a nadar, a andar de bicicleta, podemos aprender também a falar em público com sucesso. Basta apenas vontade de aprender e muito treino.

Aqui vão algumas dicas que poderão ajuda-lo nessa empreitada que é fazer uma apresentação.

Antes de começar
Chegue antes para preparar o ambiente, checar os equipamentos e material a ser utilizado e recepcionar os participantes de sua apresentação.

Reveja os itens que estão anotados em seu roteiro, faça anotações para lembrar-se dos pontos principais.

Reveja o layout da sala e revise a logística da apresentação (intervalos) café etc.

Pense no tipo de público que estará presente: leigos sobre o assunto, especialistas, amistosos? E por mais que conheça o assunto, estude-o novamente. Verifique se não há coisas novas para apresentar. E prepare recursos visuais utilizando mais imagens do que textos.

E não se esqueça de levar o roteiro que você preparou.

Começou
Pense em um quebra-gelo, aquelas observações que servem para colocar os participantes e também você à vontade. Fale do tempo, trânsito ou outro assunto neutro. Nunca fale de política, religião ou futebol que são assuntos polêmicos. Talvez o mais simples seja o melhor: a apresentação individual de cada um.

Logo de início informe o assunto que será apresentado e nunca comece com um pedido de desculpas do tipo “desculpem se eu cometer algum erro, mas não estou acostumado a fazer palestras”. Nunca peça desculpas.

Cuidado com a postura, não fique com a mão no bolso ou braços cruzados e não coloque uma barreira física entre você e o público como um púlpito, um a mesa etc.
Não fique parado, ande, faça com que o público movimente ao menos a cabeça. De ritmo a apresentação, às vezes fale mais rápido, outras mais devagar, outras mais alto e outras em tom mais baixo. M<mantenha seu público acordado.

E se der um “branco” e você esquecer o que deve falar ou a sequência de assuntos nada impede que peça licença e consulte o seu roteiro. Ele está lá para isso.

E evite o chamado cacoete verbal, cujos mais comuns são o “né” e o “tá”. Isso acaba irritando a audiência. E procure olhar para todos na plateia, não se fixe em um ou alguns dos assistentes. Faça o público sentir que a apresentação é para todos e não apernas para alguns.

Encerrando
Nunca termine com “era isso que eu tinha para dizer e muito obrigado”. Se você disse o que tinha para dizer não precisa usar essa frase. Encerre naturalmente, se puder deixe uma reflexão sobre o assunto para o pessoal pensar depois e agradeça.

Essas dicas, sem dúvida, poderão facilitar o seu trabalho na sua próxima apresentação.

Categories: Carreira

Leave a Reply


*