O PAPEL DO PROFISSIONAL DE R.H. NA EMPRESA MODERNA

Artigo escrito por Camila Nóbrega, aluna do 4° semestre do curso de Tecnologia em Recursos Humanos das Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU – campus Liberdade.

Com as características do terceiro milênio (globalização da economia, forte competitividade no mundo dos negócios, mudanças rápidas e imprevisíveis, dinamismo do ambiente, tecnologia avançada) as organizações que sobrevivem, bem sucedidas e com forte diferencial competitivo, não administram mais as pessoas. Essas organizações passaram a administrar com as pessoas.

Passaram a considerar o colaborador como um sócio da empresa, permitindo que ele pratique sua iniciativa, suas habilidades e suas competências, deixando com isso um pouco de lado as suas capacidades manuais, físicas, artesanais e braçais. O colaborador deixou de ser visto como uma maquina para ser um participante do negócio da empresa.

E isso se tornou possível porque o R.H. das empresas modernas começou a pensar e agir estrategicamente, facilitando a interação dos setores da empresa para que trabalhem em conjunto para atingir os objetivos que, no final, são os mesmos: maximizar o potencial da organização;

O pensamento estratégico de R.H. é voltado não só para a retenção do colaborador que já está na empresa, através da motivação, treinamento, plano de carreira, benefícios, pesquisa de clima e avaliação do desempenho, mas também para a captação de novos candidatos para que estes venham auxiliar no crescimento da organização.

Hoje a tendência é formar um R.H. que prepare os colaboradores, profissional e pessoalmente, com ética e responsabilidade social e focando a qualidade de vida.

Categories: Carreira, Gestão, Planejamento

Leave a Reply


*