SÍNDROME DO SAPO FERVIDO
Por Luiz Eduardo Gasparetto

É inegável a velocidade e a intensidade das transformações sociais, políticas e econômicas em todo o mundo e, particularmente, em nosso país. É fácil para qualquer um concordar com esta colocação, bastando observar a nossa realidade. Mas o que tem sido feito pela sua empresa e, principalmente, por você, para adaptar a sua empresa às novas realidades evitando que ela se torne arcaica?

Você está trabalhando efetivamente para ajudar a mudar a organização? Para mudar os sistemas de informação e de trabalho? Muitos executivos não percebem que as mudanças estão acontecendo e que a empresa precisa acompanhar essa evolução. É aqui que cabe bem a “Síndrome do Sapo Fervido”.

Estudos biológicos provam que um sapo, colocado em um recipiente com água de sua lagoa, ficará estático durante todo o tempo em que aquecemos a água, até que ela ferva. O sapo não reage ao gradual aumento da temperatura (que representam aqui as mudanças no ambiente) e morre quando a água ferve. Inchado, mas feliz. Por outro lado, um outro sapo, jogado nesse recipiente com a água já fervendo, salta imediatamente para fora. Meio chamuscado, é verdade, mas vivo!

Alguns de nossos executivos têm um comportamento similar ao do SAPO FERVIDO. Não percebem as mudanças, acham que está tudo bem com a empresa. E fazem um grande estrago, muitas vezes até “morrendo” inchados e felizes, sem terem percebido as mudanças. Outros, felizmente, ao serem confrontados com as transformações, pulam, saltam, em ações que representam, na metáfora, as mudanças necessárias na organização.

Temos vários sapos fervidos por aí, morrendo, porém continuando a boiar estáveis e impávidos na água que se aquece à cada minuto (representando as mudanças no ambiente em que vivem e produzem as empresas).

Sapos fervidos que não perceberam que além de eficientes precisam ser eficazes e que, para isso, o clima interno tem que ser favorável ao crescimento profissional, com espaço para o diálogo, a comunicação clara, o compartilhamento, o planejamento, a avaliação objetiva do desempenho e uma relação adulta.

Acordem Sapos Fervidos! Saiam desse mundo, pulem fora antes que a água ferva. Suas empresas precisam de vocês vivos, meio chamuscados, mas vivos, e prontos para agirem.

Leave a Reply


*