SUCESSO E QUALIDADE DE VIDA

Por Luiz Eduardo Gasparetto

Quero falar com vocês sobre algo que todos nós desejamos, mas que nem sempre sabemos onde encontrar ou então como alcançar: o sucesso.

Queremos e podemos tê-lo, mas para isso é necessário, antes de mais nada, saber o que é sucesso? O que ele significa para nós? Como alcançá-lo ou como saber se já chegamos lá?

Para muitos, sucesso é o quanto de posses material ou financeira se conseguiu acumular e manter durante a vida. Pensando assim, caem na armadilha de trabalhar incansavelmente muitas horas seguidas, dia após dia, e muitas vezes, noites e fins de semana, em busca de um melhor padrão de vida que será representado pelos bens adquiridos graças a esse esforço.

Mas será que isso é o sucesso? Será que, para obtê-lo, é preciso sacrificar outras coisas importantes na nossa vida, como o convívio com a família e os amigos, o lazer? Ou até mesmo prejudicar minha saúde com o aumento do estresse?

Para ter sucesso preciso sacrificar a qualidade de vida? É isso o que você deseja?

Muitos começam a pensar de maneira diferente e ver o sucesso sob um outro angulo: o vêem, de maneira geral, como algo que leva em conta não apenas a realização profissional mas, também, a realização pessoal, ou seja, sucesso para a ser a felicidade e o bem estar todos os sentidos da vida. Uma realização plena, holística. Se junta a isso a preocupação com a qualidade de vida, que está presente em todos os momentos do nosso dia-a-dia. Para muitos o sucesso não é mais incompatível com a qualidade de vida, porque podemos ter os dois.

E ai fica claro que não se trata de trabalhar cada vez mais, mas sim trabalhar equilibradamente, para que possamos vivenciar plenamente os diversos papéis que ocupamos na sociedade: profissional, conjugal, familiar, social. É preciso que exista equilíbrio em todos os papeis, isto é, qualidade de vida, e isso representa, na verdade, o sucesso que muitos estão buscando.

A falta de equilíbrio nos papéis leva à sensação de que não se está vivendo a vida, mas apenas passando por ela. E desta para a sensação de que não se tem sucesso é um pulo, e com nos sentimos perdedores, derrotados.

Infelizmente, para muitos, sucesso ainda é sinônimo apenas de realização profissional e, em virtude disso, trabalham demais, o dia se torna curto para fazer tudo o que precisa ser feito, não se alimentam bem, dormem pouco e dedicam todos os dias apenas ao trabalho. E a vida passa, os demais papéis são esquecidos, e a conseqüência é que não se participa da vida familiar e social.

 

E depois de muitos anos vividos desta forma olham para trás, analisam a sua trajetória de vida, e percebem lacunas que nunca mais poderão ser preenchidas, porque o tempo não para. Nessas lacunas estão o tempo que não se dedicou ao crescimento dos filhos, as viagrs que não foram feiotas com o cônjuge, o pouco contato com os amigos queridos.

Daí vem a sensação do fracasso, e chega-se a conclusão que nenhum bem material acumulado poderia substituir o tempo perdido. Mas talvez ao se chegar a essa, para muitos, seja tarde. Fica-se rico materialmente, é verdade, mas pobre espiritualmente, ou seja, pobre em qualidade de vida.

Não esqueça que o trabalho é relevante, mas o fundamental é estar bem consigo mesmo, sua família e seus amigos, e é deste sucesso que falo. Em você aproveitar tudo o que foi conquistado através do trabalho e compartilhar com todos realizando-se, em sua plenitude, como ser humano.

Isto sim é ter sucesso!

Categories: Qualidade de Vida

Leave a Reply


*