Nossos empresários estão sempre preocupados em aumentar a produtividade em suas fábricas ou empresas prestadoras de serviços, e para isso fazem constantes investimentos.

Sem aumentar nossa produtividade não é fácil e o gargalo está, não só, mas principalmente, na capacidade técnica de nossa mão de obra. Despreparados, nossos trabalhadores levam a perda de boa parte dos ganhos obtidos através de investimentos em novas tecnologias. E o resultado é a dificuldade que o Brasil tem de competir nos mercados externos. E com isso nosso crescimento vai, cada vez mais, encolhendo.

É verdade que o consumo interno vem crescendo a cada ano, mas também é verdade que o gargalo da mão de obra despreparada acaba diminuindo a capacidade de nossa econo9mia der atender a esse aumento da demanda. E isso abre as portas para os concorrentes estrangeiros.

Sabemos que as empresas gastam cada vez maios recursos com a tecnologia, visando com isso aumentar a produtividade, adquirindo máquinas e processos mais modernos para seus processos de produção. Mas o aumento de produtividade não está atrelado apenas a melhoria da tecnologia: influenciam também dois aspectos importantes: à capacidade técnica dos recursos humanos e o sistema de gestão. E nesses dois aspectos, infelizmente, pecamos e muito.

A baixa qualificação de nossa mão de obra, problema crônico que as empresas estão procurando resolver patrocinando treinamentos e até educação dentro de suas instalações e o despreparo do pessoal de gestão, que assume essa função sem estar preparado para ela, são os grandes causadores de n nossa baixa produtividade e do não aproveitamento mais eficaz dos investimentos em tecnologia.

De acordo com a consultoria InterB, que fez um levantamento com dados fornecidos pelo Conference Board, “a produtividade de trabalhador brasileiro (+ 1,02%) foi a que menos cresceu de 1996 a 2012 entre sete países emergentes (China, Índia, Coreia do Sul, Malásia, Tailândia e Indonésia, além do Brasil)”.

É uma situação que precisa ser modificada e só conseguiremos isso através de muito ensino e treinamento, tanto para nossos trabalhadores qualificados quanto para nossos gestores, se desejamos melhorar a produtividade do Brasil.

Categories: Gestão, todas

Leave a Reply


*