TRABALHO E ESTUDO NÃO SÃO MUNDOS DISTANTES

Por Luiz Eduardo Gasparetto

 Faz pouco tempo que estudo e trabalho passaram a ter uma relação mais íntima. Antes uma coisa era uma coisa e outra coisa era outra coisa. Mas com o tempo essas coisas mudaram e, hoje, estudo e trabalho caminham juntos.

A sofisticação do trabalho fez com que o estudo, como um produto do conhecimento humano, passa-se a ser um elemento fundamental nas organizações para o atingimento de seus objetivos, e associá-lo de maneira permanente ao dia a dia das atividades do mundo profissional tornou-se uma necessidade.

Para isso foi preciso uma adaptação das instituições de ensino e de seus professores à realidade do mercado, às suas necessidades e às necessidades dos novos alunos, que procuravam não só o conhecimento pelo conhecimento, mas que fossem também aplicáveis ao seu trabalho. Elas perceberam que para fazerem a diferença não deveriam apenas emitir diplomas, mas conferir competências. Um processo demorado, mas necessário.

Como resultado desse esforço surgem novos cursos como os MBAs, por exemplo, extremamente valorizados e procurados hoje em dia por aqueles que desejam uma visão mais generalista ou então a pós-graduação lato senso, que permite um aprofundamento em assuntos específicos.

 

E na esteira das necessidades desses novos alunos surgiram os cursos especiais, os novos horários (temos cursos até mesmo pela madrugada) e os cursos de elerning (não presenciais) que, fundamentados nas novas tecnologias, atendem os que desejam voltar a estudar, mas encontram problemas de distância ou mesmo de horários.

De uma maneira ou de outra, em cursos regulares, de formação, especialização ou MBA, o importante é a conscientização de que estudo e trabalho agora caminham juntos e que o estudo não é apenas um maneira de adquirir novos conhecimentos através de teorias (o que é muito importante naturalmente), mas também é algo aplicável no dia a dia do trabalho.

As instituições de ensino sentem que é preciso educar não só para a vida, mas também para o trabalho, que um não exclui o outro e por isso estão fazendo o possível para tornar cada vez mais verdadeira uma frase dita por Kurt Lewin: “não há nada mais prático do que uma boa teoria”.

Categories: Carreira, Gestão

3 Responses so far.

  1. Professor Gasparetto,

    Parabéns pelo artigo!
    Muito pertinente pois não podemos mais dissociar o conhecimento teorico da aplicação na pratica. O nosso tempo é muito precioso para entrarmos em sala de aula, independente do tipo de curso, e nao tirarmos proveito de forma eficaz do conhecimento e habilidade obtidos para utilizarmos em nossa vida profissional e pessoal. Ainda me impressiona verificar que neste mercado tao competitivo ainda existem professores que não atentaram para este tema tao importante, deixando muito a desejar no que diz respetio a aplicabilidade do que é ensinado ao nosso dia a dia.
    Adoro seu blog e parabenizo mais uma vez a inciativa desse renomado centro de conhecimento Gama Filho.
    Abraços
    Rosane Aragão

  2. Gasparetto disse:

    Ola Rosane.

    Obrigado pelo seu comentário e também pelo fato de ser frequentadora deste modesto espaço.

    Opiniões como as suas são sempre importantes para uma avaliação do nosso trabalho.

    Continue aparecendo por aqui e comentando aquilo que você acha importante ser comentado.

    Um abraço

    Gasparetto

  3. Val Monteiro disse:

    Eu estava procurando no Google por Trabalho e Estudo não São Mundos Mundos Distantes | e encontrei seu blog! adorei, obrigada!

Leave a Reply


*