TREINAMENTO VISANDO RESULTADOS

Por Luiz Eduardo Gasparetto

Hoje, uma das grandes preocupações do pessoal de Treinamento e Desenvolvimento é como fazer para “casar” os planos e as ações desenvolvidas à estratégia da empresa e mais especificamente à sua Visão, conforme apresentada no Planejamento Estratégico.

Em outras palavras, como medir a contribuição efetiva que o Treinamento dá para o alcance dos objetivos estratégicos da organização? Como fazer isso na prática?

Se o treinamento é mesmo uma função econômica, como dizem os profissionais que trabalham nessa área, é evidentemente que os seus resultados precisam ser mostrados de maneira objetiva, assim como são mostrados por outras áreas, avaliando-se o retorno em termos de ganhos para a organização.

O que se encontra ainda hoje na área de Treinamento, em muitas empresas, são diversos indicadores que, na verdade, não medem esse retorno, isto é, não medem a eficácia das ações, mas medem apenas a eficiência: número de colaboradores que passaram pelos treinamentos, total de horas dedicadas as atividades, número de cursos realizadas e quanto se gastou com eles.

São dados importantes para dar uma dimensão do trabalho realizado, mas também é preciso mostrar a eficácia das ações realizadas e o quanto elas contribuíram, por exemplo, para a redução de custos, para o aumento da produtividade, para melhorar a imagem da empresa etc.

Uma visão distorcida da finalidade do treinamento é, muitas vezes, a causa dessa falta de medição dos objetivos. Muitos profissionais ainda dizem que o “negócio” do Treinamento é aprendizagem quando, na verdade, o “negócio” é o desempenho da empresa como um todo. Por isso, não adianta o setor de Treinamento desenvolver programas com utilização das modernas multimídias ou vídeos ou videoconferências, porque isso são apenas meios para se chegar ao fim desejado, que é a mudança de comportamento com o conseqüente atingimento dos objetivos da organização.

A aprendizagem apenas não tem nenhum valor, por mais recursos modernos que utilize, se ela não levar a uma mudança de comportamento que, no final, se traduza em resultados.

Podemos concordar que trabalhar com treinamento ligando suas ações aos resultados esperados pela empresa não é tarefa fácil, mas é a forma da área de Treinamento e Desenvolvimento mostrar sua importância dentro da organização e justificar sua existência.

 

Categories: Gestão, todas

Leave a Reply


*